fbpx
SINGAPURA - O Luxo em um dos Maiores Centros Financeiros do Mundo

SINGAPURA – O Luxo em um dos Maiores Centros Financeiros do Mundo

Singapura, antiga colônia da Grã-Bretanha, da qual se tornou independente em 1963, era parte da Malásia e foi expulsa de nação vizinha devido às tensões raciais e foi obrigada a viver de forma independente, sem água nem eletricidade suficientes. No entanto, diante de todas as dificuldades, evoluiu tanto, que hoje é considerada uma superpotência!

A economia se baseia no alto movimento portuário, especializado em conteiners, no turismo, na indústria de alta tecnologia e no refino de petróleo. O aeroporto Changi se conecta à região central de Singapura através de ônibus, trem e táxis e ali, o transporte público funciona maravilhosamente bem, sendo muito eficiente e a um bom custo/benefício.

Singapura tem quatro idiomas oficiais: inglês, malaio, mandarim e tâmil. No entanto, pode ser difícil para os estrangeiros se comunicarem com os locais no início. De fato, o inglês é a língua oficial e comumente usada, mas os singapurianos usam o inglês de Singapura. A maioria da população é composta de chineses, indianos e malaios, que vivem suas variadas culturas em perfeita harmonia.

Entre as maiores atrações da cidade estão o parque Gardens by the Bay, que abriga duas enormes estufas que reproduzem climas de outras partes do mundo, o Jardim Botânico Singapore Flyer, uma roda-gigante enorme com linda vista da cidade, a divertida ilha de Sentosa e o hotel Marina Bay Sands, que muito mais do que um simples hotel se tornou um grande complexo de entretenimento, com shoppings, restaurantes e a famosa piscina de borda infinita em sua cobertura. O Merlion, uma figura mitológica que é metade peixe e metade leão, se tornou símbolo de Singapura que é uma cidade muito sofisticada, tem belos cenários, preocupação com o bem-estar e lazer para todos os gostos.

Para conhecer o lado multicultural da cidade, vale reservar um tempo para conhecer bairros como Chinatown, Little India e Arab Quarter. A Chinatown, diferente de outros bairros do mesmo tipo espalhados pelo mundo, é bastante organizada e abriga o templo chamado Buddha Tooth Relic, que é riquíssimo por dentro e tem um jardim no seu último andar, além de várias barraquinhas para comprar produtos típicos. Em Little India, o bairro onde vivem muitos indianos, chamam a atenção os mercados na rua; e no Arab Quarter, o destaque fica por conta da Sultan Mosque, além de lojas de tapetes e tecidos.

A gastronomia de outras partes do mundo se faz bastante presente. Não é difícil encontrar restaurantes que servem pratos da gastronomia italiana, francesa, chinesa, etc. Além da gastronomia mais sofisticada, a comida de rua ocupa um lugar importante como destaque, mas, diferente de outros países, é bem mais organizada e acontece em praças de alimentação como a Maxwell Centre e Lau Pa Sat. Tudo em Singapura segue regras rígidas de higiene, inclusive quando o assunto é gastronomia. As multas por jogar lixo na rua, por exemplo, são altíssimas!

No café da manhã, um lugar popular é o Ya Kun Yaka Toast, que serve as famosas Kaya Toasts, torradas recheadas com uma geleia feita a partir do coco e que sempre vão muito bem acompanhadas de um café. Para um café com carinha mais “ocidental” e direito a quitutes franceses, deve-se conhecer o imperdível Tiong Bahru Bakery. 

Outro local bastante conhecido pelos turistas é Jumbo Seafood Restaurant, que tem o caranguejo gigante entre os principais pratos do cardápio. O Din Tai Fung, é uma boa alternativa para conhecer a gastronomia oriental; e a pizzaria Mozza arranca elogios até dos mais exigentes.

Outros lugares maravilhosos para conhecer e até jantar são o Cé La Vi ou o Sky on 57, ambos no Marina Bay Sands. Como esses locais têm pratos mais caros, uma boa dica para quem quer economizar é ficar apenas na área do bar e tomar drinks por ali, saindo depois para comer algo mais em conta.

O tamanho que eu tivesse de espaço, seria pouco demais para descrever esse lugar! As fotos mostram um pouco do que é uma cidade dos sonhos, para morar e para conhecer. Já pensaram em ir para lá? Vem com a Entre Brasucas! A gente te leva!

Tania Wasserman

Entre Brasucas

Deixe seu comentário
Comentário
Nome
Email