Duomo de Milão – A Catedral protegida pela Madoninna

Duomo de Milão – A Catedral protegida pela Madoninna

A Itália e um país  lindíssimo, cheio de cultura, tradições e muitas obras de arte espalhadas de norte a sul . A cidade de Milão, na região da Lombardia ao norte do país, abriga muitas delas e certamente a mais grandiosa é a Catedral de Milão, Duomo di Milano, como é conhecida em Italiano.

A construção da Duomo começou em 1368, a obra avançou rápido, e em 1418 o altar principal da catedral ficou pronta. Já em meados do século XV a parte leste da igreja estava completa mas a partir desta data as obras prosseguiram lentamente até fins do século XV.

Apenas no século XVII a fachada foi construída, em estilo Maneirista. Em meados do século XVIII foi completada a parte externa da cúpula, onde foi colocada a estátua da Madoninna, a a Virgem Maria que fica no alto da cúpula da Catedral. Apenas em 1813 a catedral foi dada por finalizada, mais de quatrocentos anos após o início das obras.

A catedral é atualmente um importante ponto turístico de Milão, e do alto do seu terraço é possível vislumbrar toda a cidade. São 52 pilares, de mais de 20 metros, e 5 corredores repletos de obras de grandes artistas europeus: quadros, vitrais, candelabros, estátuas talhadas, sarcófagos, desenhos pelas abóbadas, gárgulas, entre outros. Ao todo, são mais de 3.400 estátuas.

Dentro da Catedral é possível conhecer a Cripta de São Carlos Borromeu, a sala do Tesouro do Duomo, uma área arqueológica, os terrações, o museu e a catedral propriamente dita.

A Madoninna

Vale enfatizar esta frase italiana: Se o Duomo é o símbolo de Milão no mundo, a Madonnina, da torre mais alta da Catedral, representa a alma e o coração da cidade.

Segundo o site www.duomomilano.it, a confecção da estátua foi confiada ao escultor Giuseppe Perego, que em 1769 apresentou três soluções diferentes. A primeira e a terceira propostas (esta última a definitiva) ainda existem em modelos de terracota, preservados na Sala della Madonnina do Museu Duomo, onde também está exposta a cabeça real esculpida em um único tronco de nogueira.

A estátua tem 4,16 de altura, 33 placas de cobre revestem a estátua, as placas pesam 399.200 kg, e toda a estrutura de suporte de aço pesa cerca de 585 kg. O dado mais singular, foram usadas 6750 folhas de ouro para cobri-la na última vez que foi “dourada”. A restauração mais recente aconteceu em 2012.

Um fato muito interessante e de um grande valor histórico foi que em agosto de 1939, às vésperas da última Guerra Mundial, o Madonnina foi coberto com um pano verde-acinzentado e assim permaneceu por cinco anos, para evitar ser um alvo fácil para os caças-bombardeiros. A inauguração ocorreu em 6 de maio de 1945 com um rito solene do Cardeal Schuster, então Arcebispo de Milão.

Se você visitar a Itália não perca a oportunidade de ir conhecer esta obra magnífica. É realmente muito emocionante entrar na Catedral Milanese.

Assista o vídeo de Andrea Bocelli que fez um live no Domingo de Páscoa em Abril de 2020 trazendo esperança para a Itália e para todo mundo. 

Deixe seu comentário
Comentário
Nome
Email