Seja Bem Vindo a Entre Brasucas / Registre-se Clicando no Cadeado

Queijaria Estrela do Sul – A realização de um sonho

Queijaria Estrela do Sul – A realização de um sonho

“Coragem e vontade são as palavras que nos movem. Se temos essas duas forças elas nos levam aonde queremos chegar”

A história de Cida Berger, baiana de Itabuna, demonstra muita vontade e determinação. A ex-corretora de imóveis, saiu do Brasil há 3 anos movida pela vontade de mudar de vida, de viver em um lugar com mais segurança e tranquilidade. Ela diz “queria sair da minha zona de conforto e fazer coisas que nunca tinha feito”. E foi o que aconteceu.

 Cida, que já tinha parentes vivendo em terras lusitanas, não teve problemas com a mudança. “Tenho dois irmãos que moram em Portugal há muito tempo, por isso sempre me senti acolhida e tive o privilégio de ter família aqui. O que torna tudo mais fácil e ajuda a amenizar as saudades dos que ficaram no Brasil”.

Ela conta que desembarcou no novo país com o sonho de montar seu próprio negócio, aproveitando sua formação em Administração de Empresas. “Desde que resolvi morar aqui , já vim decidida a montar meu próprio negócio em sociedade com meus irmãos, Bob e Adriana, só não sabia o que seria.

Em conversa com meu irmão, perguntei o que ainda não tinha aqui, quais sugestões de negócios seriam interessantes? Ele disse que tinha muita vontade de fabricar o Queijo Coalho. A princípio fiquei reticente, pois nunca tinha feito queijos em minha vida, rsrs. Pensei muito e resolvi apostar nisso. Aprendi a fazer e atravessei o oceano. Começamos a fabricar uns 3 meses depois que cheguei”.

Hoje os irmãos são sócios na Queijaria Estrela do Sul, que fica localizada na Freguesia de Sabóia, no Alentejo. “Por enquanto fabricamos o Queijo Coalho e o Queijo Minas Frescal. Em breve a família Estrela do Sul vai aumentar, aguardem novidades!” comenta Cida.

A empresária conta que o processo de abertura da empresa não foi simples, mas que com determinação o sonho se tornou realidade. 

“Não é fácil abrir uma empresa alimentícia aqui, as barreiras iniciais são grandes, é burocrático. Demoramos um tempo até conseguirmos as licenças e legalizações. Hoje temos certificações, acompanhamento de Engenheiro Alimentar, licença para vender em toda a União Européia. Nossos queijos passam por análises microbiológicas de 6 em 6 meses. Temos tudo como deve ser”. Ela comenta também que as certificações são muito importantes. “A HACCP (Análise de Perigos e Controle dos Pontos Críticos) é a primeira e necessária. É um sistema de segurança alimentar, que garante que os alimentos sejam seguros para os consumidores. Contratamos uma empresa e recebemos acompanhamento presencial periódico”.

 Ainda lembrando de toda a caminhada até  aqui  Cida conta dos desafios enfrentados.

“Julgo que tivemos 2 momentos mais difíceis, se podemos assim dizer. O início da fabricação. Começamos a produzir em casa, em um espaço muito pequeno, com o crescimento da demanda, tivemos que alugar um ponto maior para fabricarmos, mas ainda não estávamos legalizados. Esse foi o outro momento mais difícil, a legalização, para conseguirmos isso, viemos para essa Queijaria no Alentejo. Assim conseguimos chegar aonde estamos hoje, legalizados e aptos a vender para toda a UE”.

Ainda sobre as adversidades ela afirma: “Não é nada fácil empreender fora do Brasil, são muitos processos diferentes, burocráticos e muitas especificidades. Mas desistir nunca foi uma opção. Não sou de desistir fácil das coisas que me proponho a fazer”.

Cida comenta orgulhosa sobre a qualidade dos produtos da Estrela do Sul, sobre o crescimento do negócio, apesar dos momentos difíceis vividos com a pandemia.

“Primamos pela qualidade das nossas matérias-primas. O leite de vaca é do Alentejo, uma das regiões de maior tradição na criação de bovinos em Portugal. O leite chega diariamente para a fabricação dos queijos. Todo o processo de produção é feito com todo o cuidado, para obtermos o melhor resultado. Nossos clientes são 100% satisfeitos.

Estamos crescendo aos poucos e sem pressa. Estamos estruturando a empresa e trazendo novidades em breve. Nosso objetivo é termos clientes felizes em consumir os nossos queijos” relata Cida.

Existe uma comunidade enorme de brasileiros em toda a Europa, morrendo de saudade dos nossos sabores, vamos fazer nossos conterrâneos matarem as saudades dos nossos queijos, trazer à tona a memória afetiva. Mas não só os brasileiros, sentimos uma demanda crescente por parte de portugueses e ingleses principalmente, mesmo em tempos de adversidade. A pandemia mudou o mundo. Nova forma de convívio, nova forma de nos relacionarmos. Mas as pessoas por nossa “sorte” não deixam de comer um bom queijo nunca” comenta ela sorrindo.

Quando questionada sobre o que gostaria de dizer para as pessoas que querem começar seu próprio negócio ela foi enfática.

“Coragem e vontade são as palavras que nos movem. Se temos essas duas forças elas nos levam aonde queremos chegar. Fácil não é, principalmente longe do seu país. Mas é compensador você conquistar aos poucos os seus objetivos e ver os seus sonhos se realizando. Tudo com muita ética para gerir o seu negócio e muito respeito para com as pessoas que cruzam o seu caminho.

Desistir? Não, nunca!”

Contatos:

Bob: +351 968 325 640

Cida:+351 963 130 995

@queijocoalhoestreladosul

Facebook: Queijo Coalho Estrela do Sul

Email: [email protected]

Katia Fernandes –  Entre Brasucas

5 Comentários


  1. Débora

    Que história inspiradora!!!! Requer coragem pra realizar nossos sonhos!!!💜

    Resposta
  2. Cássia Silva

    Super recomendo. Comi e amei. Parabéns aos irmãos Macedo.

    Resposta
  3. Juliane

    Maravilhosa, sucesso sempre 👏👏👏

    Resposta
  4. Marcelo

    Tinha que ser de Itabuna. Parabéns Cida. Grande bj minha amiga grapiuna.

    Resposta
  5. Evelyn

    Minha amiga Cida, de vc eu não poderia esperar uma trajetória diferente. É isso tudo, é só o começo!!!! Feliz demais por vcs!!!

    Resposta

Deixe o seu comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *